PRÁTICAS DE MEDICINA INTEGRATIVA AUXILIAM O BEM-ESTAR E ALIVIAM O ESTRESSE DE FUNCIONÁRIOS DAS ESCOLAS DE EDUCAÇÃO BÁSICA

PRÁTICAS DE MEDICINA INTEGRATIVA AUXILIAM O BEM-ESTAR E ALIVIAM O ESTRESSE DE FUNCIONÁRIOS DAS ESCOLAS DE EDUCAÇÃO BÁSICA

A Org. Mundial de Saúde define saúde como: “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de enfermidades”. Nos dias de hoje, essa definição é muito relevante para toda sociedade, uma vez que muitas pessoas acreditam que, pelo fato de não possuírem nenhum sintoma físico aparente, vivem uma vida saudável.

De forma simples, o estresse é definido como estado gerado pela percepção de estímulos que provocam uma excitação emocional que, ao perturbarem a homeostasia - ou equilíbrio - levam o organismo a disparar um processo de adaptação caracterizado pelo aumento da secreção de adrenalina, com várias consequências sistêmicas. Descrever que o estresse é ruim não seria verdadeiro, já que em muitas situações ele é o responsável pela adaptação do organismo em caso concreto de ameaça, gerando aceleração da ventilação do corpo, redirecionamento do fluxo sanguíneo, dilatação pupilar, diminuição da dor e ativação do sistema imune. É o caso, por exemplo, de um educador que toma uma atitude rápida e eficaz ao ver uma criança brincando no parque da escola e que cai e se machuca; se não tivéssemos esse sistema dentro do nosso organismo, esse profissional não teria meios de socorrer essa criança.

O que é ruim é o estresse crônico a que muitos proprietários e funcionários de escolas são submetidos. Esse tipo de estresse ocorre quando os estímulos estressores passam a ser frequentes e a pessoa não consegue fazer com que o seu sistema imune volte a homeostasia, ou seja, é como se o sistema de defesa do corpo dela ficasse sempre em alerta, motivado pelos estímulos gerados. Isso é a causa de diversas doenças, envelhecimento precoce das células e, consequentemente, da morte. Numa era digital, de comunicação rápida, vamos encontrar as notícias negativas como estímulos estressores, bem como a dificuldade financeira, relações degradantes no ambiente de trabalho, relações conjugais, entre tantos outros. Mas, como sobreviver de forma plena e saudável diante desse quadro? Definitivamente, precisamos buscar outros meios que não somente o da medicina convencional, que implica no uso de remédios alopáticos para nos desvencilhar desse tipo de estresse crônico.

Nos anos 90 surgiu nos Estados Unidos o movimento da Medicina Integrativa que é definida como “a prática de medicina que reafirma a importância da relação entre o paciente e o profissional de saúde, focada na pessoa em seu todo, informada por evidências e que faz o uso de todas abordagens terapêuticas adequadas, profissionais de saúde e disciplinas para obter o melhor da saúde e cura”. No Brasil, já existe alguns centros médicos, como o setor de oncologia do hospital Albert Einstein, que aderiram à Medicina Integrativa em suas práticas.

Olhando especificamente para o ambiente escolar, quais seriam as abordagens terapêuticas que poderíamos utilizar para evitar o estresse crônico dos donos de escola, dos educadores e das próprias crianças? Na minha experiência de coach de saúde junto a proprietários de escola, proponho que eles e seus educadores adotem algumas práticas de relaxamento, de mindfulness (atenção plena), além de ensinamentos de toques terapêuticos pela arte do Jin Shin Jyutsu e técnicas de respiração relaxantes como praticas eficazes e comprovadas cientificamente na busca de uma saúde plena. Acredito que o papel da escola, além de cuidar e ensinar, seja também despertar o desenvolvimento e o interesse da criança para uma saúde leve e plena, que perdure ao longo de toda a sua vida. E o caminho que proponho para que isso se concretize é a promoção de uma experiência positiva e saudável dos proprietários de escola e seus educadores com a própria saúde.

AOS PROPRIETÁRIOS, DIRETORES E COORDENADORES, PARA SABER MAIS SOBRE AS  PALESTRAS E PRÁTICAS(vivências) DE MINDFULNESS  QUE PODEM SER INSERIDAS AOS FUNCIONÁRIOS DA  SUA ESCOLA ENTRE EM CONTATO:

TEL: 011-985797513

E-mail: wallacejsj@gmail.com